08 de Fevereiro de 2017

Entenda como a PEC 241 impacta o setor imobiliário

Segundo matéria publicada pelo portal Zap Pro, especialistas do setor veem como positivos os impactos que a PEC 241 irá causar no mercado imobiliário. Para os sindicatos da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e da Habitação (Secovi-SP), a iniciativa do Governo Federal para limitar os gastos públicos pelos próximos 20 anos deve voltar a aquecer os negócios nos próximos anos.

Ao propor um teto para os gastos públicos, a PEC tem como objetivo conter a crise econômica do país. A ideia é que haja um aumento da confiança do setor empresarial, que voltaria a investir, e da população, que também aumentaria o consumo. Assim, a cadeia econômica voltaria a girar e a probabilidade de a taxa de juros cair no país seria maior, o que também aqueceria o mercado.

Para o presidente do SindusCon-SP, José Romeu Ferraz Neto, a aprovação da PEC e de outras reformas, como a tributária e a trabalhista, deve elevar a demanda por obras de construção imobiliária, comercial, industrial, bem como por obras públicas e habitação popular.

Além disso, afirma o presidente do Secovi-SP, Flavio Amary, a aprovação da PEC deve reduzir a taxa de juros, “fomentando investimentos e aumentando a captação da poupança, que é o principal fundo do mercado imobiliário”.

Veja a matéria completa aqui.

E para saber mais notícias sobre o mercado imobiliário, acesse o blog da Cibraco Imóveis

Assine nossa newsletter